PERDA AUDITIVA E DEMÊNCIA: QUAL A CONEXÃO?

PERDA AUDITIVA E DEMÊNCIA: QUAL A CONEXÃO?

PERDA AUDITIVA E DEMÊNCIA: QUAL A CONEXÃO?

A perda auditiva e a demência são consequências naturais do envelhecimento. Mas você sabia que a própria perda auditiva pode causar demência?

Você pode pensar que ter uma perda auditiva não afetará sua saúde, apenas a sua audição. Mas uma perda auditiva não tratada pode ter mais efeitos negativos do que você imagina, principalmente para sua saúde mental.

A demência é um dos efeitos da perda auditiva não tratada.

Os cientistas descobriram que as chances de declínio mental aumentam, quanto piores são os problemas de audição. De fato, um estudo com idosos com perda auditiva descobriu que eles tiveram o mesmo declínio mental em 7,7 anos que outros idosos com audição normal tiveram em 10,9 anos.
 Você sabia?
Cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo têm demência e quase 10 milhões de novos casos ocorrem todos os anos. Fonte: OMS

Embora os pesquisadores ainda não tenham certeza sobre a conexão exata entre perda auditiva e demência, eles acreditam que existem várias maneiras pelas quais a perda auditiva pode levar à demência.

Pode até ser uma combinação dessas coisas:
Carga cognitiva. Quando você se esforça constantemente para ouvir e entender, o cérebro fica estressado. Os recursos que normalmente seriam usados para armazenar o que está sendo dito em sua memória são gastos para entender o que está sendo dito em primeiro lugar.

Estrutura do cérebro. A perda auditiva pode afetar a estrutura do seu cérebro de uma forma que contribui para problemas cognitivos. Estudos de imagens cerebrais mostram que adultos mais velhos com perda auditiva têm menos massa cinzenta na parte do cérebro que recebe e processa sons dos ouvidos. Isso porque certas estruturas de células cerebrais podem encolher quando não recebem estimulação suficiente.

Isolamento social. Se for difícil ouvir o que as pessoas estão dizendo e acompanhar as conversas, você pode preferir ficar em casa em vez de sair e socializar. Mas quando você se afasta de seus amigos, familiares e de sua vida ativa, você se torna menos social e menos engajado. Quando seu cérebro não recebe estímulos suficientes ao longo do dia, você aumenta o risco de desenvolver demência.

Então, como você pode manter a saúde do seu cérebro?
Aqui estão algumas dicas:

Continue aprendendo – qualquer nova atividade de aprendizado desenvolve novas conexões neurais no cérebro, o que pode ajudá-lo a contornar qualquer dano ao cérebro associado à demência;
Seja social – conversar com as pessoas estimulará seu cérebro;
Exercite-se pelo menos 30 minutos, cinco dias por semana – o exercício cardiovascular é particularmente benéfico;
Coma muitos vegetais e frutas, juntamente com legumes, peixe, azeite e nozes e sementes;

Mas lembre-se também de cuidar bem da sua audição
Porque é importante manter seu cérebro saudável, também é importante manter sua audição saudável. Portanto, não deixe sua perda auditiva aumentar com o tempo. Se você suspeitar que tem perda auditiva, procure ajuda. Comece fazendo um teste auditivo online gratuito.

Aparelhos auditivos são uma boa maneira de tratar sua perda auditiva se for baixa ou moderada – dependendo do seu tipo específico de perda auditiva. Se você tem uma perda auditiva severa ou profunda, os implantes cocleares podem ser a melhor opção para você.

Um fonoaudiólogo pode ajudá-lo a descobrir como evitar que sua perda auditiva piore e manter suas células cinzentas intactas.

Palavras chave em destaque

Artigos relacionados

plugins premium WordPress