ZUMBIDO: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO! MAIS DE 740 MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO CONVIVEM COM ESSE SINTOMA

ZUMBIDO: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO! MAIS DE 740 MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO CONVIVEM COM ESSE SINTOMA

ZUMBIDO: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO! MAIS DE 740 MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO CONVIVEM COM ESSE SINTOMA

O zumbido é um dos sintomas mais estudados quando se diz respeito a audição e perda auditiva. Quando se trata de zumbido, mitos e equívocos são os primeiros obstáculos que a pessoa precisa enfrentar. Essa condição é mais grave para mais de 120 milhões de pessoas, a maioria com 65 anos ou mais.

O grupo de pesquisa mapeou mais de 700 artigos científicos sobre o tema, publicados entre 1972 e 2021. As estimativas de prevalência foram retiradas de 83 artigos e os dados sobre a incidência foram coletados de outros 12 estudos.

Com base nessas informações, os especialistas estimaram que a incidência anual de zumbido é de aproximadamente 1%, sendo que 14% dos adultos apresentam algum zumbido e 2% sofrem de uma forma grave.

A prevalência da condição não mostrou diferenças entre homens e mulheres. No entanto, o aumento foi associado ao avanço da idade: enquanto 10% dos adultos jovens tiveram algum tipo de zumbido, 24% dos idosos apresentaram sinais do problema.

Os pesquisadores afirmam que as evidências sobre a frequência do zumbido na população geral ainda são escassas. As dificuldades na obtenção de dados adequados devem-se às causas multifatoriais do problema, distúrbios associados, diversas características dos sintomas e a natureza subjetiva de qualquer avaliação do zumbido.

“Este estudo sugere que a carga global do zumbido é grande, semelhante à enxaqueca e dor, e a falta de opções de tratamento eficazes justifica um grande investimento em pesquisas nessa área”, dizem os autores.

Se você sofre de zumbido, não se preocupe, saiba que existem tratamentos. Aqui estão algumas maneiras comprovadas que ajudam a diminuir o zumbido nos seus ouvidos:

Terapia de sons para o zumbido – um elemento importante no tratamento do zumbido é o uso do som. O som amplificado de aparelhos auditivos, influências ambientais, música ou ruído branco pode ajudar a minimizar o contraste entre o zumbido e o ambiente sonoro ao redor.

Proteção para os ouvidos – A exposição ao ruído é uma das principais causas de zumbido. Por isso, use proteção para os ouvidos em ambientes de grande poluição sonora.

Aconselhamento sobre zumbido – A avaliação e o aconselhamento de um profissional de saúde auditiva experiente, treinado no gerenciamento do zumbido, podem ajudar a determinar sua causa e minimizar o impacto negativo que ele pode ter na sua qualidade de vida. Os efeitos do zumbido geralmente podem ser diminuídos por uma combinação de aconselhamento e terapia sonora.

Tons ZEN em aparelhos auditivos – Os tons ZEN podem ajudá-lo a obter alívio do zumbido. Os tons ZEN estão disponíveis como um programa adicional, disponível em todos os aparelhos do portfólio atual da Widex. Ao trabalhar com tons fractais, como notas musicais que não se repetem, os tons ZEN costumam tornar o zumbido menos percebido, e consequentemente, menos incômodo.

Exercícios de relaxamento – O estresse muitas vezes pode piorar o zumbido. Leia um livro, faça uma caminhada e pratique técnicas de respiração e exercícios de relaxamento.

 Busque ajuda de um profissional.

Palavras chave em destaque

Artigos relacionados

plugins premium WordPress